06.07.2020
#aliançaparasaúde
Direito à Saúde Activismo em Saúde

Aliança para a Saúde Avança com Plano de Actividades

A construção de um website, o lançamento de uma campanha nacional e a criação da 1ª Escola de Activismo, em Moçambique são alguns dos grandes projectos que a Aliança se propõe desenvolver.

No passado dia 3 de Julho os membros da Aliança para a Saúde voltaram a encontrar-se para uma produtiva sessão de trabalho. Dela nasce o primeiro Plano de Actividades com vista a promover o Direito à Saúde através dos pilares de investigação, formação e advocacia.

Do Plano de Acção traçado destaca-se a elaboração de um website reflectindo os 3 principais eixos de actuação, o lançamento de uma campanha de advocacia à escala nacional e a criação da primeira Escola de Activismo em Saúde de Moçambique. De salientar ainda a criação dos primeiros cursos de formação e o arranque da componente de investigação através de dois estudos: um sobre os factores que contribuem para a desnutrição em Cabo Delgado, outro acerca do financiamento do sector da saúde em Moçambique e seu impacto na qualidade dos Cuidados de Saúde Primários.

criação da primeira Escola de Activismo em Saúde de Moçambique

Neste encontro debateu-se também como realizar a próxima Conferência Internacional sobre os Determinantes Sociais da Saúde, em 2021, num formato inovador e diferente do habitual, que se coadune com as actuais circunstâncias de pandemia mundial.​

Por fim, a equipa dedicou-se a analisar os critérios de adesão dos novos membros, tendo ficado decidido alargar-se a participação a todas as organizações activistas que demonstrem empenho e se comprometam a fazer parte deste movimento social, independentemente de possuírem, ou não, um documento legal de registo.

O encontro contou com a presença da N’weti – Comunicação para Saúde, do OCS - Observatório do Cidadão para Transparência e Boa Governação no Sector de Saúde, da medicusmundi e da Comissão Municipal dos Determinantes Sociais de Saúde.