Acção para a saúde

Apresentação

A Aliança para a Saúde pretende influenciar a transformação social e de políticas públicas de saúde em Moçambique, numa perspectiva de cooperação e colaboração construtiva. Para a prossecução deste pilar é preciso que todos os membros da Aliança para a Saúde estejam envolvidos e sejam realmente partícipes, já que será a soma dos esforços de cada um que tornará visíveis e relevantes as acções que se pretendam realizar.

Nesse contexto, o pilar de Advocacia – Acção para Saúde – terá, essencialmente, como base as evidências geradas pelas pesquisas realizadas (Pesquisa) e as acções formativas de partilha de conhecimento (Fomação - EAS), com o intuito de realizar acções concretas de advocacia e sensibilização com vista a: influenciar políticas públicas com impacto na saúde, mas também influenciar a mudança social e de comportamento para a defesa do Direito à Saúde, a partir do enfoque dos determinantes sociais da saúde.

Na componente de advocacia haverá uma série de actividades destinadas a melhorar o diálogo político e o conhecimento de evidências que demonstrem a necessidade de apostar por políticas que promovam os cuidados de saúde primários, as abordagens baseadas nos determinantes sociais da saúde, a equidade na saúde, ou outras matérias relevantes com impacto e que permitam avançar no exercício pleno do Direito à Saúde em Moçambique.

Na componente de sensibilização, serão implementadas campanhas através de produção de materiais audiovisuais e IEC para uma maior consciencialização pública sobre o Direito à Saúde. Mas também sobre cada um dos determinantes sociais, económicos, políticos, culturais, ambientais, de género e outros, que influenciam a mesma. Neste sentido, no desenho e implementação das acções e campanhas, serão sempre tidos em conta a liderança, o reconhecimento e a relevância social, a experiência e os conhecimentos intrínsecos em cada uma das áreas onde trabalham as organizações-membro (aliadas): saúde, educação, género, ambiente ou outras.